Amazonas tem 21 municípios com unidades aptas a participar do programa federal Saúde na Hora

Além de Manaus, estão aptos para adesão ao programa os municípios de Anori, Atalaia do Norte, Barcelos, Beruri, Boa Vista do Ramos, Canutama, Eirunepé, Fonte Boa, Iranduba, Itacoatiara, Juruá, Jutaí, Manacapuru, Manaquiri, Maués, Parintins, São Paulo de Olivença, Tabatinga, Tefé e Uarini.

O Amazonas tem 21 municípios e 41 unidades aptas a participar do programa Saúde na Hora, lançado pelo Governo Federal para ampliar o horário de funcionamento das Unidades de Saúde da Família (USF). De acordo com o Ministério da Saúde (MS), os municípios que aderirem ao programa vão dobrar os recursos destinados para cada unidade de horário ampliado. Em todo o Brasil, 2.289 unidades em 400 municípios estão aptas a aderir ao Saúde na Hora.

No Amazonas, estão aptos para a adesão, além da capital Manaus, os municípios de Anori, Atalaia do Norte, Barcelos, Beruri, Boa Vista do Ramos, Canutama, Eirunepé, Fonte Boa, Iranduba, Itacoatiara, Juruá, Jutaí, Manacapuru, Manaquiri, Maués, Parintins, São Paulo de Olivença, Tabatinga, Tefé e Uarini.

Para o secretário executivo de Atenção Especializada do Interior da Secretaria Estadual de Saúde (Susam), Cássio Roberto do Espírito Santo, o programa federal vem em boa hora e pode contribuir para desafogar o atendimento na assistência especializada.

“Fortalecer a atenção primária ainda é o melhor caminho para se fazer saúde pública. O investimento na saúde básica também propicia um melhor aproveitamento dos recursos da atenção especializada e reduz a pressão sobre a Média e Alta Complexidade”, destaca.

O secretário do Interior da Susam, porém, observa que os critérios do programa acabam limitando a participação da maioria dos municípios do estado. “Somente unidades com três equipes de Saúde da Família entraram no programa, por isso muitas ficaram de fora”, disse.

Segundo Cássio Roberto, 41 Unidades de Saúde da Família (USF) se encaixam nos critérios para aderir ao programa em todo o Amazonas. Em Manaus, das 227 Unidades Básicas de Saúde, apenas dez estão aptas. Itacoatiara tem seis, Parintins tem quatro, e os demais municípios possuem duas ou apenas uma unidade apta.

Critérios – São requisitos para aderir ao novo horário ampliado: abrir na hora do almoço, abrir à noite e, se quiser, aos finais de semana; possuir gerente de USF; manter atualizado o prontuário eletrônico; e possuir estrutura adequada para comportar as equipes. De acordo com o Departamento de Atenção Básica (Dabe), da Susam, atualmente, 18 municípios estão com seus prontuários eletrônicos implantados.

Como funciona – Conforme o MS, nas unidades que aderirem ao Saúde na Hora, metade dos atendimentos terá que ser feito sem agendamento, além da oferta de consultas médicas e de enfermagem nos três turnos (manhã, tarde e noite). Consultas de pré-natal, vacinação, coleta de exames e pequenos procedimentos cirúrgicos, como suturas, estão entre os atendimentos que devem ser garantidos.

Confira a lista dos municípios com Unidades de Saúde da Família aptas no programa Saúde na Hora:

Anori – 2
Atalaia do Norte – 1
Barcelos – 1
Beruri – 1
Boa Vista do Ramos – 1
Canutama – 1
Eirunepé – 2
Fonte Boa – 1
Iranduba – 1
Itacoatiara – 6
Juruá – 1
Jutaí – 1
Manacapuru – 1
Manaquiri – 1
Manaus – 10
Maués – 1
Parintins – 4
São Paulo de Olivença – 1
Tabatinga – 2
Tefé – 1
Uarini – 1

Com informações da assessoria

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.