16º Simpósio sobre Conservação e Manejo Participativo na Amazônia tem programação divulgada

Trabalhos científicos serão divulgados em apresentações orais e exposição de pôsteres (Foto: Amanda Lelis)

Com o objetivo de reunir a comunidade científica atuante no bioma amazônico, chega à 16º edição o Simpósio sobre Conservação e Manejo Participativo na Amazônia (Simcon). O evento acontecerá do dia 2 a 5 de julho na sede do Instituto Mamirauá, localizada no município de Tefé, no estado do Amazonas.

O simpósio tem a missão de promover a divulgação científica e o debate sobre conservação da biodiversidade, manejo de recursos naturais, gestão de áreas protegidas e modos de vida das populações locais da Amazônia. “É um evento que promove a interação acadêmica interdisciplinar, gerando diálogo entre pesquisadores de diferentes campos do conhecimento”, define o Comitê de Organização do evento.

Criado em 2004, inicialmente como evento local de apresentação de pesquisas realizadas nas reservas de desenvolvimento sustentável Mamirauá e Amanã, principais áreas de atuação do Instituto Mamirauá, o encontro se transformou em um evento de abrangência nacional ao reunir pesquisadores de diferentes regiões do Brasil. Em 2018, ocorreram 24 apresentações orais, 52 pôsteres foram expostos e o evento contou com 296 inscrições.

Minicursos e workshops

Especialistas irão compartilhar experiência e conhecimentos das áreas de estudo com a qual trabalham em cinco minicursos e dois workshops.

O dia 2 de julho, primeiro dia de evento, será reservado aos minicursos. Os temas da edição são “Estudos Genéticos e Futuro da Biologia Comparada”, “Biologia Reprodutiva de Peixes Amazônicos”, “Abordagem da Ciência Cidadã na Pesquisa, Exploração e Análise de Dados utilizando o Google Data Studio” e “Introdução à Demografia”.

No dia 3 acontecerá o workshop “Providence: Oportunidades para o uso de tecnologias em estudos de ecologia e conservação”, ministrado pelos responsáveis pelo projeto que visa o monitoramento de fauna da Amazônia, o pesquisador Michel Andre, da Universidade Politécnica da Catalunha e o diretor-científico do Instituto Mamirauá, Emiliano Ramalho.

Já o workshop “Wildlife Insights: A large multi-institutional partnership for global wildlife data” será ministrado pelo pesquisador da International Conservation, Jorge Ahumada e acontecerá no dia 4.

Trabalhos científicos e palestras

O evento terá 16 apresentações orais e 52 pôsteres de trabalhos científicos que abordam temáticas como a conservação da onça-pintada, impactos de mudanças climáticas na fauna e na flora e práticas de manejo sustentável no bioma amazônico. Para acessar a lista dos pôsteres que serão exibidos, clique aqui.

Em palestras e rodas de conversa, também serão abordadas a governança de áreas protegidas, tecnologias utilizadas em pesquisas científicas e políticas públicas voltadas para populações tradicionais.

No último dia acontecerão as premiações dos trabalhos apresentados e também das fotografias vencedoras das quatro categorias do 10º Concurso de Fotografia Amazônia em Foco, cujas inscrições foram prorrogadas até o dia 27 de junho.

Durante o encontro também ocorrerá a 1ª Feira da Economia Solidária, que contará com a participação dos agricultores, artesãs e empreendedores comunitários das reservas Mamirauá e Amanã, Floresta Nacional de Tefé (Flona), áreas indígenas, estradas das Missões e Emade e da cidade de Tefé. Além da exposição e comercialização dos produtos haverá um estande para informações sobre a importância da produção agroecológica. Estas atividades fazem parte da Semana Nacional do Alimento Orgânico do Amazonas de 2019 que traz como tema a “Qualidade e saúde: do plantio ao prato” e fazem parte da Campanha Permanente pelo Produto Orgânico.

Para conferir a programação completa do simpósio, clique aqui.

Mais informações podem ser acessadas pelo endereço www.mamiraua.org.br/simcon.

Com informações da assessoria

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.