Alunos do curso de letras do CEST-UEA realizam manifestação reivindicando a contratação de professores

Os acadêmicos do curso de letras do Centro de Estudos Superiores de Tefé, Cest-Uea, realizaram na manhã desta segunda-feira, 19, uma manifestação reivindicando a contratação de professores para o curso.

Os alunos alegam que estão sendo prejudicados pela falta dos profissionais, que tiveram que se ausentar por motivo de tratamento médico e até agora não houve a substituição dos docentes. Com cartazes e discursos eles chamaram a atenção para o problema, numa manifestação pacífica nas dependências do centro e na parte externa, onde receberam o apoio de quem passava pela frente do prédio.

A acadêmica Deise Martins França confirmou que a defasagem de professores, do colegiado de letras, se deve ao fato da exoneração de alguns profissionais e também de licença médica de outros. Os alunos aguardam um posicionamento da instituição sobre o assunto. “O que nós queremos é uma resposta da reitoria ou do governo do Estado sobre essa situação, falam que não podem contratar, mas até agora não apresentaram nenhum documento”, disse.

Augusto Jr., finalista do curso, revelou que a falta de professores não se restringe apenas ao colegiado de letras, mas também a outros cursos. Sobre a manifestação, disse que os alunos estão exercendo seus direitos e que é importante que os pais e a sociedade também participem desse movimento, que visa a melhoria da educação na instituição.

UEA: Lei de responsabilidade fiscal impede a contratação

Ouvido pela reportagem do Tefé News, o diretor do Cest-Uea, Augusto Caxeixa, reconheceu a manifestação dos acadêmicos como necessária e legítima, e informou que busca uma solução para essa situação: “Estamos mantendo contato com a reitoria. Infelizmente, três professores tiveram que se afastar, por motivos médicos, que é um direito deles. A dificuldade, segundo a reitoria, é que devido a lei de responsabilidade fiscal, o Estado não pode contratar nesse momento, mas acredito que até o final de semana, vamos ter uma solução para essa situação.” Finalizou.

Fotos: Divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.