Cest/UEA realiza Semana Nacional dos Povos Indígenas nesta segunda (15)

Cerca de 100 alunos autodeclarados indígenas estudam no Cest da UEA.

Começa na segunda-feira (15), a partir das 8 horas, no Centro de Estudos Superiores de Tefé da Universidade do Estado do Amazonas (Cest/UEA), a Semana Nacional dos Povos Indígenas 2019, com o tema ‘Em Defesa da Constituição Federal, contra o roubo e a devastação dos territórios indígenas’. A programação da Semana continua nos dias 16, 17 e 18 de abril com Jogos Interculturais na Aldeia Barreira de Baixo, uma terra indígena demarcada em Tefé, que proporcionará o encontro das etnias Kambeba, Tikuna, Miranha.

A semana chega à UEA com variedade de atividades, manifestações culturais, onde muitas comunidades vão discutir a questão da terra como direito constitucional e da garantia desse território para as etnias como forma de conservação de suas línguas, culturas e matrizes.

A professora do Cest/UEA, Rita Machado, destaca a importância deste encontro como momento oportuno para essas discussões no município de Tefé. “Seis mil indígenas vão realizar essa semana no Brasil de Norte a Sul. Trouxemos a população indígena do nosso município e dos arredores para dentro da universidade para discutir questões tão importantes sobre sua educação e seus direitos. E nada melhor que a universidade, como sendo um espaço de discussão, construção de conhecimento e de reconhecimento de direitos”, salientou.

Machado ressaltou a importância da UEA para os cerca de 100 alunos autodeclarados indígenas no Cest. “Nesta edição, um dos temas discutidos será o empoderamento da mulher indígena. Temos entendido que isso é bem importante no seio das comunidades tradicionais e é uma pauta obrigatória pra sociedade atual”.

A mesa redonda ‘Alto lá, esta terra tem dono!’, organizada pela professora, contará com representantes da Fundação Nacional do Índio (Funai), do Conselho Indígena Missionário (CIMI), da Secretaria Municipal de Educação de Tefé (Semed/Tefé) e lideranças indígenas, como Valcidheice Kokama e Marcela Kaixana, alunas do curso de Letras do Cest.

A abertura do evento contará com danças e exibição de documentários produzidos pelas comunidades indígenas do Médio Solimões, voltados para a educação, bem-estar, entre outras temáticas pertinentes. Durante as atividades acontecerão exposições e comercialização de Artesanato Indígena.

Com informações da assessoria

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.