Parceria entre Mamirauá e Ifam possibilita o ingresso em estágio para jovens de Tefé

mamirauaifam

Nos últimos meses, o Instituto Mamirauá está contando com uma ajuda especial. Jovens de Tefé, estudantes do Instituto Federal do Amazonas (Ifam), estão compondo a equipe de estagiários da instituição. Atualmente são cerca de 20 jovens trabalhando no Instituto Mamirauá como estagiários em diferentes setores. A parceria oferece aos estudantes uma oportunidade de ingresso ao mercado de trabalho, além da contribuição dos jovens de Tefé para a realização das atividades no Instituo Mamirauá.

Para isso, foi assinado um convênio entre o Instituto Mamirauá e o Ifam. Os jovens participantes estão matriculados na instituição e precisam cumprir a carga horária do estágio obrigatório para a conclusão do curso. Selma Santos de Freitas, diretora Administrativa do Instituto Mamirauá, disse que a oferta de estágio se configura como uma contribuição da instituição para o município de Tefé. “Essa parceria que estabelecemos com o Ifam é uma oportunidade que esses jovens têm de testar o conhecimento que eles adquiriram durante essa formação. A gente ajuda a consolidar o conhecimento que eles têm e também é importante para eles pela oportunidade de confirmar aquilo que eles aprenderam, de ter a prática do que viram durante a formação deles”.

O coordenador de Pesquisa e Extensão do Ifam, Martinho Correia Barros, comentou sobre as diferentes áreas em que estão atuando os estagiários. “O interessante é que cada estagiário do Ifam ocupa sua função em diferentes setores do Instituto Mamirauá, o que significa dizer que são áreas estratégicas e necessárias dentro de uma instituição que estão recebendo nossos estudantes com o intuito de capacitá-los ao mesmo tempo que tem à sua disposição jovens disponíveis e aptos para exercerem atividades profissionais com excelência e qualidade”, disse.

20-07-2015-fernando-estagiarios-instituto-mamiraua-credito-amanda-lelis-3

O jovem Fernando Gadelha, de 17 anos, está concluindo o terceiro ano do curso de Informática no Ifam e está estagiando na Assessoria de Comunicação do Instituto Mamirauá. Nessa função, ele contribui para o gerenciamento do clipping de notícias e redes sociais. “Na cidade, não possui grande quantidade de vagas para estagiar na nossa área. É uma experiência única que, quem sabe, vai nos ajudar a ingressar numa empresa depois. Acho que vai dar um peso a mais no nosso currículo. Eu estou gostando muito do que faço, é uma coisa bem tranquila, fico mexendo com o que gosto: computador e internet. O local de trabalho é ótimo e os meus parceiros de trabalho também”, comentou Fernando.

Na Assessoria de Comunicação do Instituto, a vaga que Fernando ocupa foi concorrida. Eunice Venturi, Assessora de Comunicação, comentou sobre a escolha de Fenando para compor a equipe. “O processo seletivo foi interessante, com vários candidatos. Ouvimos todos atentamente e observamos os mais variados sonhos, aqueles que serão realizados logo e outros mais adiante. Escolhemos Fernando, dentre sete candidatos e candidatas, porque expressou o sonho de atuar na área de comunicação – provavelmente comunicação virtual. Acho que o estágio tem também esse papel: de reafirmar sonhos”, contou.

Outra estagiária do Instituto Mamirauá é Mônica Nonato Ferreira, de 18 anos, que veio do município de Jutaí para concluir o ensino médio no Ifam de Tefé. Mônica faz o curso técnico em administração e é estagiária do setor de aquisições e convênios. “Tenho aprendido muita coisa. Toda a parte teórica, que eu aprendi na escola, estou colocando em prática. Tudo aquilo que a gente aprende é bem-vindo. Deixa de ser aquela coisa chata da teoria e passa a ser mais divertido. Eu gostei muito do curso de administração desde o início e pretendo fazer a graduação em administração também”, disse.

No setor em que Mônica trabalha, não faltam elogios para falar da estagiária. “A Mônica tem curiosidade, é dedicada, e proativa, ela não se fecha na demanda que damos. Ela pensa, reflete sobre aquilo que passamos para ela e acha a melhor forma de trabalhar. Para a equipe, ao mesmo tempo em que está desafogando um pouco nosso trabalho, ela é como uma irmã mais nova, todo mundo se preocupa com ela, em ensinar, e ela acaba contribuindo muito, já tomou certas coisas como responsabilidade”, disseMarianne Costa, supervisora de Mônica.

Everton Vitor da Silva está no último ano do curso técnico em administração e está fazendo estágio na Coordenadoria de Infraestrutura e Logística do Instituto Mamirauá, contribuindo para as atividades do flutuante base da instituição. “A área que estou atuando sustenta todo o movimento da sede do instituto com as viagens para a Reserva. De início, comecei a trabalhar fazendo a tabulação de dados, controle de voadeiras, combustível a ser utilizado, diversos materiais. É muita responsabilidade, mas nós trabalhamos muito pela perfeição”, comentou o estagiário.

Marianne enfatiza que o estágio é um importante passo para a sequência dos jovens na carreira. “Muitos estagiários ou menores aprendizes que já trabalhei em outras empresas hoje em dia são grandes funcionários. Então, essa experiência faz diferença na carreira do jovem, ajuda na formação dele e até dar um direcionamento na área que quiser seguir”, disse.

20-07-2015-izamara-estagiarios-instituto-mamiraua-credito-amanda-lelis-4

No Programa de Gestão Participativa do Instituto Mamirauá, Izamara Moraes de Souza, de 22 anos,contribui produzindo atas das reuniões e organizando os documentos das comunidades das Reservas Mamirauá e Amanã. “É muito bom participar, porque eu aprendo muitas coisas da comunidade, é como se estivesse entrando na história deles, só que de maneira diferente. Tem que ler os documentos, saber de onde vieram, as datas, tudo o que eles já passaram durante os anos. A gente aprende muita coisa, os comunitários relatam sobre a organização de cada uma das comunidades, através de assembleias, dos representantes, tudo isso que envolve a organização deles e de como eles vivem por lá”, contou Izamara.

O representante do Ifam disse que essa parceria demonstra como as atividades das duas instituições podem se complementar, gerando desenvolvimento à região de Tefé. “Precisamos intensificar mais ações e parcerias como esta”, comentou Martinho.

Com informações da assessoria  Fotos: Amanda Lelis

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.