Tefé é segunda com mais anticorpos por coronavírus no Brasil

Estudo feito pela Universidade Federal de Pelotas (RS) aponta Tefé (19,6%) como a cidade brasileira com o segundo maior número de pessoas com anticorpos do coronavírus no Brasil. Manaus (12,5%) aparece na quinta posição da lista geral e o segundo lugar entre as capitais. Breves (24,8%) e Belém (15,1%), ambas no Pará, ocupam a primeira posição.

“O segundo resultado mais
alto foi observado em Tefé (AM), onde estima-se que 19,6% da população tenha anticorpos para o coronavírus. Isso significa que 12 mil dos 60 mil habitantes do município estão ou já estiveram com o novo coronavírus” diz a pesquisa.

A Epicovid19-BR é uma coleta de dados, realizada entre 14 e 21 de maio, em 133 cidades do Brasil. Foram 25.025 entrevistas e testes para o coronavírus. O resultado foi publicado nesta segunda (25/05). A metodologia é o exame de anticorpos, ou seja, pessoas “que já tiveram ou têm o coronavírus”.

“Esses dados já levam em consideração o tamanho da população de cada cidade e a validade do teste rápido utilizado”. Elas “correspondem a 25,6% da população nacional, totalizando 54,2 milhões de pessoas, entre as quais 760 mil (margem de erro de 705 a 867 mil) estariam infectadas”, diz a publicação.

“Os casos confirmados, que aparecem nas estatísticas oficiais, representam apenas a ponta visível de um iceberg cuja maior parte está submersa”, diz a publicação. “De cada sete pessoas com o coronavírus, apenas uma sabe que está ou esteve infectada”, acrescenta. “A Região Norte tem o cenário epidemiológico mais preocupante do Brasil”, explica.

“Essas diferenças entre as cidades demonstram que existem várias epidemias num único país. Enquanto algumas cidades apresentam resultados altos, comparáveis aos de Nova Iorque (EUA) e da Espanha, outras apresentam resultados baixos, comparáveis a outros países da América Latina, por exemplo”.

Segunda fase

A pesquisa terá uma segunda fase, anunciada como ainda mais detalhada. Os pesquisadores fizeram live no Facebook, nesta terça (26/05), explicando o trabalho.

“A pesquisa não considera o isolamento social como uma questão ideológica”, explica o pesquisador Pedro Hallal, um dos participantes da live.

O Amazonas é o 9º colocado, entre os Estados, quanto ao distanciamento social, atingindo 61,3%. A Prefeitura de Manaus, segundo o prefeito Arthur Virgílio, estima que o percentual tenha ficado em 40%.

O primeiro lugar em isolamento é do Estado de Santa Catarina (69%), seguido do Rio de Janeiro (68,3%) e Rio Grande do Sul (67%). Os lanternas dessa estatística são Alagoas (46,8%), Maranhão (47,2%) e Roraima (47,3%).

Clique aqui para conferir o resultado da pesquisa completo.

Por Portal do Marcos Santos

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.