Após morte de adolescente, 3º BPM envia reforços para Uarini

A Polícia Militar do Amazonas, por meio do 3° Batalhão de Polícia Militar (3° BPM), enviou na tarde de quinta-feira (19) oito policiais militares do Tático Móvel de Área (TMA) para apoiar e reforçar o policiamento no Município de Uarini (distante 570 km em linha reta de Manaus), em decorrência do clima de instabilidade social, após a morte de Maria Cristina Pereira da Silva, 17, que estava desaparecida há cinco dias, tendo seu corpo sido encontrado boiando próximo a um Balneário conhecido como “Pisa Leve” em Uarini, na tarde de quarta-feira(18).

Segundo informações do 2° Ten PM Gilfran, Comandante do 2° Grupamento Policial Militar (2° GPM), de Uarini, a PM recebeu informações de que familiares da vítima suspeitavam que o responsável pela morte de Maria Cristina seria seu ex-namorado, o qual teria antecedentes criminais, e estariam se armando para linchá-lo. Da mesma forma, o suspeito também estaria se armando, juntamente com conhecidos seus, para um possível confronto.

Segundo o Comandante do 3° BPM, Ten Cel PM Fábio Honda, o envio do reforço policial, que embarcou com armamento e equipamento próprios para controle de distúrbios civis, visa a apoiar o efetivo de Uarini, que conta com 8 oito policiais militares, e assim garantir a ordem pública naquele município, resguardando a integridade física da população em geral, do suspeito, dos próprios policiais e dos prédios públicos, além de garantir a devida aplicação das normas legais vigentes.

O reforço policial chegou a Uarini na tarde de quinta e, segundo informações do Tenente Gilfran, o suspeito estaria em sua residência e disposto a se entregar à polícia para esclarecimentos. As autoridades policiais aguardam a expedição de mandado de prisão contra o mesmo e já têm planejadas ações para o caso de tumulto por parte da população.

Fotos: Divulgação/PM

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.