Polícia apreende droga avaliada em R$ 1,5 milhão oriunda de Tefé e Japurá

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio de ação integrada entre o Departamento de Investigação Sobre Narcóticos (Denarc), Grupo Força Especial de Resgate e Assalto (Fera), Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Manacapuru, Delegacia Fluvial (Deflu) e agentes da Receita Federal (RF), apreendeu nesta quinta-feira (23), por volta de 1h, 130 tabletes de maconha do tipo skunk avaliados em R$ 1,5 milhão. A droga foi apreendida em dois barcos provenientes dos municípios de Japurá e Tefé, tendo Manaus como destino.

O resultado da operação foi apresentado durante coletiva de imprensa. Na ocasião, estiveram presentes a delegada-geral da instituição, Emília Ferraz; o diretor do Denarc, delegado Paulo Mavignier; o coordenador do grupo Fera, delegado Juan Valério, além do delegado titular da DIP de Manacapuru, Rodrigo Torres.

Conforme o delegado Paulo Mavignier, as equipes encontraram o material entorpecente após uma abordagem nas embarcações que navegavam pelo rio Solimões, oriundas das regiões de fronteira. Segundo ele, após a abordagem, os policiais as encaminharam para o porto de Manacapuru, onde encontraram o material ilícito durante revista.

“Com o apoio do cão farejador Odin, da Receita Federal, detectamos dentro de um carro modelo Volkswagen, que estava no barco, 87 tabletes da droga. Enquanto isso, durante revista na segunda embarcação, que saiu da cidade de Japurá, os policiais localizaram três botijas com 25 quilos da droga, além de outros sete tabletes dentro de uma mochila”, informou ele.

Investigação

As equipes vão continuar as investigações para identificar os donos dos barcos, além do proprietário do material ilícito, bem como para onde a droga seria enviada em Manaus.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.