Afeam inicia atendimento 2019 com orçamento de R$ 110 milhões para financiamentos

Com orçamento de R$ 110 milhões em crédito, a partir da próxima segunda-feira (21/01), os empreendedores que buscam financiamento podem contar com a Agência de Fomento do Estado do Amazonas S.A. (Afeam), que inicia o atendimento 2019 na capital. Este recurso será distribuído em aproximadamente 12 programas de crédito voltados aos setores rural, indústria, comércio, serviço para todos os municípios.

Para acessar as linhas de crédito da Agência, o primeiro passo é agendar a participação na palestra que orienta sobre o microcrédito, programa com maior aporte de recursos e que disponibiliza até R$ 20 mil para trabalhadores autônomos, serviços de transporte (inclusive aquaviário), que queiram iniciar, manter ou ampliar o próprio negócio. Cerca de R$ 35 milhões são destinados exclusivamente ao microcrédito na capital.

O agendamento é feito exclusivamente pelo site www.afeam.am.gov.br, sempre às segundas e quartas-feiras, a partir das 19h. São 500 vagas de palestras por semana, 100 por dia, na sede da Instituição, localizada na avenida Constantino Nery, nº 5.733, ao lado do Corpo de Bombeiros, próximo à Rodoviária de Manaus.

Interior – O atendimento é realizado por meio de sete postos fixos da Afeam (Manacapuru, Eirunepé, Manicoré, Itacoatiara, Tefé, Rio Preto da Eva e Presidente Figueiredo) e por ações itinerantes, por calha de rio. A primeira etapa de atendimento será para os municípios da calha do alto Solimões (Atalaia do Norte, Benjamin Constant, Tabatinga, São Paulo de Olivença, Amaturá, Santo Antônio do Içá, Tonantis), além de Jutaí e Fonte Boa, a partir do próximo dia 11 de fevereiro.

Do total orçado para 2019, R$ 40 milhões serão destinados para o setor primário, com ênfase na agricultura urbana e suburbana em consonância com o programa de Governo, incluindo mais de R$ 7 milhões para apoio à feiras e exposições agropecuárias. Mas o interior amazonense tem ainda à disposição recursos para os setores comercial, de serviços e atividades industriais, como agroindústrias.

Foto: Divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.