Omar Aziz diz que Deus é brasileiro, e nasceu no Amazonas, ao comentar sobre seleções que vêm para Manaus na Copa

_AFP9984

O governador Omar Aziz afirmou neste sábado (07), ao retornar da Costa do Sauípe, na Bahia, onde acompanhou o sorteio das chaves da Copa do Mundo de  2014, que ficou muito satisfeito com os jogos que vão acontecer em Manaus. Segundo o governador, depois de Manaus receber tantas críticas, alguma coisa tinha que dar certo e, na opinião dele, o jogo mais importante da primeira fase do Mundial de Futebol será na capital amazonense.

 Omar Aziz se refere à partida entre Inglaterra x Itália, que jogam na Arena da Amazônia no dia 14 de junho. A Arena Amazônia será ainda palco de Camarões x Croácia, no dia 18 de junho, Estados Unidos x Portugal, no dia 22 de junho, e Honduras x Suíça, no dia 25 de junho. O governador viajou de Salvador diretamente para o município de Humaitá, onde neste sábado lançou o programa Ronda no Bairro, inaugurou uma estação de alevinagem e participou da inauguração da sede do Ministério Público Estadual (MPE).

 “Estou muito satisfeito, porque só Deus sabe o esforço que estamos fazendo para concluir as obras da Copa. Agora, a sorte é tão grande que de todas as sedes a mais criticada foi a nossa e os melhores jogos na primeira fase são em Manaus. Eu já sabia que Deus era brasileiro, porque temos uma terra maravilhosa, mas descobri também que ele nasceu no Amazonas. Então, se ele é brasileiro nasceu no Amazonas, com certeza absoluta”, disse o governador.

 Sobre as declarações do técnico da seleção Inglesa, que disse antes do sorteio não querer jogar em Manaus, o governador foi categórico: “Os ingleses disseram que preferiam enfrentar o grupo da morte ao calor de Manaus. Eles vão enfrentar o calor e o grupo da morte”. Omar Aziz afirmou, ainda, que Cristiano Ronaldo, cotado para ser o melhor jogador do mundo em 2013, jogará em Manaus, assim como outros grandes artilheiros do futebol mundial, como o inglês Rooney, o camaronês Samuel Eto’o e o italiano Balotelli, todos grandes estrelas do futebol mundial.

 O governador também rebateu crítica dos que são contra a realização da Copa em Manaus. “Não sou de me queixar, mas existe a incompreensão de alguns que fazem comparativos, que não resolvem o problema de ninguém, como por exemplo,  dizer que tem dinheiro para construir arena, mas não tem para hospital. Nós temos que construir o estádio e também as unidades hospitalares. Não podemos achar que somos pequenos. Não podemos sonhar com pouco. Temos que sonhar alto”, concluiu.

 FOTO: ALEX PAZUELLO/AGECOM

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.