João Valsecchi é o novo diretor geral do Instituto Mamirauá

Com a participação de profissionais do Instituto Mamirauá, parceiros, financiadores e da comunidade tefeense, o Instituto Mamirauá realizou hoje, em sua sede na cidade de Tefé, no Amazonas, a cerimônia de posse do seu novo diretor geral. João Valsecchi do Amaral assume o cargo para o primeiro mandato de quatro anos.

O pesquisador é graduado em Ciências Biológicas e da Saúde pela Universidade São Judas Tadeu (2000), mestre em Zoologia pelo Museu Paraense Emilio Goeldi (MPEG) e Universidade Federal do Pará (2005) e doutor pela Universidade Federal de Minas Gerais (2012). É pesquisador titular da área de ecologia de vertebrados e atua no Instituto Mamirauá desde 2001. Já exerceu os cargos de coordenador de monitoramento e, desde 2011, respondia pela Diretoria Técnico-Científica, cargo que assumiu juntamente com a liderança do Grupo de Pesquisa em Ecologia de Vertebrados Terrestres (GP Ecovert).

Gestão 2010-2018
O mandato do Dr. Helder Lima de Queiroz teve início em 2010. O pesquisador acumulava o cargo de diretor técnico-científico na gestão de Ana Rita Pereira Alves, que foi a segunda diretora geral do Instituto Mamirauá. Helder Lima de Queiroz foi responsável, juntamente com uma equipe de profissionais, pelo crescimento do Instituto Mamirauá, em recursos financeiros e humanos. Nesse período, o Instituto Mamirauá fortaleceu e executou o terceiro ciclo de Contrato de Gestão com o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), contrato que foi prorrogado até o final de 2019.

“Se hoje eu tivesse que resumir a minha própria gestão em uma palavra seria amadurecimento. A maturidade institucional veio com desafios, como com a crise institucional que o próprio pais passa, mas principalmente nos anos de 2015 e 2016. Mas também com reconhecimento e crescimento da produção científica que tornaram o Instituto Mamirauá “, disse Helder Lima de Queiroz, em seu discurso de despedida. “Não posso deixar de agradecer a todos vocês, todos, de alguma forma, contribuíram nesses oito anos de agruras e felicidades. Espero poder continuar a contribuir com essa instituição que tenho muito orgulho”, completa o pesquisador.

Ao longo desta gestão, o Instituto Mamirauá recebeu 21 prêmios, nacionais e no exterior. O mais recente foi o Prêmio José Reis de Divulgação Científica e Tecnológica, concedido pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) em reconhecimento ao trabalho institucional de divulgação científica realizada nos últimos anos. Também recebeu, em 2012, o Prêmio Finep de Inovação Tecnológica e o Prêmio Nacional da Biodiversidade, promovido pelo Ministério do Meio Ambiente, com a iniciativa “Conservação do Peixe-boi Amazônico”, nas categorias “academia” e “votação popular”.

Nova gestão
Membros do Conselho de Administração do Instituto Mamirauá estiveram presentes na cerimônia de posse. A presidente do conselho e pesquisadora do Museu Paraense Emílio Goeldi (MPEG), Ima Célia Guimarães Vieira, refletiu sobre o momento de transição. “O Dr. João Valsecchi tem o desafio de montar uma equipe que seja capaz de se colocar à frente e resolver de forma inovadora esse novo momento na história do Instituto Mamirauá, às vésperas dos seus 20 anos de existência. É com muita alegria que nós vemos uma pessoa tão animada, imbuída de toda boa vontade, de todo o estímulo para o início dessa nova gestão aqui no instituto”.

“Houve, nos últimos anos, uma atuação muito grande, muito forte e decisiva do Dr. Helder Queiroz para colocar o Instituto Mamirauá em um novo patamar de ciência e tecnologia no país. Eu tenho certeza que o Dr. João vai continuar nessa mesma linha, aumentando a capilaridade do instituto em torno das questões amazônicas e buscando parcerias para continuar tocando essa instituição tão importante para região”, complementou a pesquisadora.

Foto: João Cunha

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.