Luciano Huck grava matéria sobre o trabalho de navio hospitalar da Marinha, em Tefé

O apresentado da rede Globo, Luciano Huck, chegou em Tefé, no início da manhã desta quinta-feira, 25, para acompanhar o trabalho realizado pela marinha do Brasil, através do Navio de Assistência Hospitalar Dr. Montenegro, nas comunidades ribeirinhas da região.

Huck chegou em um avião militar, desembarcando no aeroporto local, após forte chuva e em seguida se deslocou para o porto de Tefé, onde, antes de embarcar no navio da Marinha, atendeu o pedido das pessoas que estavam no local, posando para fotos.

O apresentador está gravando material para o seu programa, visitando comunitários e acompanhando o trabalho das equipes médicas da Marinha, que realizam atendimento nas comunidades da Costa de Tefé. Segundo informações, deve retornar na manhã desta sexta-feira.

Missão e atividades desenvolvidas pelo Navio de Assistência Hospitalar Dr. Montenegro

Os Navios de Assistência Hospitalar (NAsH) têm por missão realizar atendimentos médicos e odontológicos nos “Pólos de Saúde”, por meio das Operações de Assistência Hospitalar (ASSHOP) às populações ribeirinhas, a fim de implantar uma mentalidade de saúde e cuidados de higiene, além de manter uma vigilância epidemiológica e combater endemias. As operações assistenciais na região amazônica tiveram início em 1984.
Os Navios prestam atendimento às populações ribeirinhas por ocasião de suas passagens pelas localidades. A cinemática, para tal atendimento, é feita de acordo com a programação estabelecida pelo Comando do 9º Distrito Naval e pelo Comando da Flotilha do Amazonas. A bordo, há uma equipe de saúde que atua nas áreas médica e odontológica, podendo realizar exames laboratoriais de análises clínicas, dermatológicos e radiológicos, além de partos vaginais, pequenas cirurgias, tratamento odontológico e vacinação em larga escala.
Com a parceria entre a Marinha do Brasil e o Ministério da Saúde, promove-se, a cada ano, atendimento aos seguintes “Pólos de Saúde”: Amazonas / Tapajós / Trombetas / Nhamundá / Paraná do Ramos; Juruá “A”; Juruá “B”; Juruá “C”-Acre; Madeira; Negro / Branco; Purus “A”; Purus “B”; Purus “C”-Acre; Solimões “A” / Japurá / Aranapú / Auti-Paraná / Paraná do Copeá; Solimões “B” / Iça / Javari; e Xingú / Jarí / Marajó / Tocantins.
Além do acima exposto, o NAsH Doutor Montenegro, especificamente, de acordo com o contrato de cessão de uso assinado entre a Marinha do Brasil e o Estado do Estado do Acre, realiza às ações de assistência à saúde das populações ribeirinhas, da região Amazônica, em especial ao Estado do Acre. A primeira comissão ao Estado do Acre durou 4 meses e foi denominada de Comissão Acre I, na qual o Navio foi até Marechal Thaumaturgo, quase fronteira com o Peru. Desde então, esta comissão é realizada nos mesmos moldes, sempre aproveitando o período de cheias do rio Juruá, que é de novembro até maio.

 

Fotos: Redes sociais

1 COMENTÁRIO

  1. Ele achou que estava participando de um rally. Porque ele só via lama na rua. Parece mais a lua de tanto buraco

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.