Pirarucu manejado soma mais de 30 mil reais em feira de Tefé, no Amazonas

A 13ª Feira do Pirarucu Manejado em Tefé, no Amazonas, foi um sucesso de público, atraindo milhares de visitantes em dois dias de realização, e vendas: o pescado sustentável gerou um faturamento bruto de R$ 32.253,00. Dos 139 peixes disponíveis, 114 foram comercializados aos consumidores, a preços que variaram de R$ 2 a R$ 13, de acordo com a peça ou corte da carne do pirarucu.

Os 25 peixes restantes foram vendidos a Associação dos Compradores e Vendedores de Pescado de Tefé (ASCOVEPT) e provavelmente também serão comercializados no mercado local, um dos mais importantes da região do Médio Solimões, Amazonas.

O lucro das vendas foi revertido para o Acordo de Pesca Pantaleão, da Reserva Mamirauá. Foi dessa região, já tradicional pelo manejo sustentável do pirarucu, que veio o pescado oferecido na feira.

“Conforme informado pelos manejadores, parte do recurso será utilizado para investimentos na compra de apetrechos de pesca, elevando a capacidade produtiva do grupo para retirada da quota (de pirarucus) restante deste ano”, afirma a coordenadora do Programa de Manejo de Pesca do Instituto Mamirauá, Ana Cláudia Torres.

Realizada nos dias 14 e 15 de outubro, a 13ª edição da Feira do Pirarucu Manejado de Tefé ofereceu pirarucu de qualidade ao público local e uma programação variada, com música e mostras gastronômicas. O Instituto Mamirauá, unidade de pesquisa do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) é um dos apoiadores do evento.

Foto: Laís Maia

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.