“Momento é inoportuno, decisão não tem fundamento e está contaminada por questões eleitorais” Diz Wilson sobre pedido de impeachment

Primeira convocação do certame, realizado em 2018, respeita limites da Lei de Responsabilidade Fiscal.

Sobre acolhimento do pedido de impeachment pela presidência da Assembleia Legislativa do Estado (ALE-AM), o governador Wilson Lima afirmou que o momento é inoportuno e que a decisão não tem fundamento e está contaminada por questões eleitorais.

“Uma decisão solitária do presidente da Assembleia que não contribui em nada para vencermos essa guerra de todos os amazonenses contra a pandemia”, disse.

Wilson Lima ressaltou que respeita o debate político na ALE-AM, mas reitera que este não é o momento para discussão de uma pauta que está distante dos reais problemas do Amazonas e da população que mais precisa da ação do Estado em todas as suas esferas.

“O inimigo é um só. Nunca foi tão importante unir forças. É isso que a sociedade nos cobra. Enquanto pessoas morrem e o mundo se comove com a pandemia no Amazonas, o presidente da Assembleia não pode apresentar esse tipo de proposta para debatermos”, destacou o governador, que aproveitou para convidar o presidente da ALE-AM, Josué Neto, a participar do Comitê de Crise do Covid-19.

“Todos os presidentes de todas as instituições desse Estado estão discutindo conosco soluções para a crise e o presidente da Assembleia será muito bem-vindo à mesa”, frisou.

Foto: Divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.