Banco da Amazônia inaugurará sua primeira Central de Crédito do Amazonas

O Banco da Amazônia vai inaugurar no início de 2018 a sua mais nova Central de Crédito para atender todo o estado do Amazonas. Assim, a Instituição espera aplicar de modo eficiente cerca de R$ 1,04 bilhões em 2017 com recursos de fomento e comercial no estado.

De acordo com o Gerente de Administração das Centrais de Crédito, Edmar Bernaldino, o objetivo da implantação da Central de Crédito é dar mais agilidade e celeridade na aprovação de projetos que serão analisados. “Hoje, cada agência realiza essa análise e encaminha para a sede do Banco. Com a implantação da Central, todos os processos serão enviados para um único local, sendo analisadas por uma equipe totalmente preparada em cada área, conforme a especificidade do projeto. A expectativa da Instituição é reduzir pela metade o tempo de análise dos pedidos de financiamentos. Assim, os colaboradores das agências e superintendências regionais poderão trabalhar com maior foco na geração de negócios e no atendimento dos clientes, bem como as equipes  da nova Central estarão empenhadas para prestar o melhor serviço à sociedade.” Com a central já ativada observamos nitidamente esta melhoria”, ressalta Edmar.

O presidente do Banco da Amazônia, Marivaldo Melo, afirma que “com a centralização, toda a análise, liberação e acompanhamento do crédito serão realizadas de forma mais padronizada, o que possibilita ao cliente fazer o acompanhamento sobre o andamento do seu pedido de financiamento”. Essa iniciativa trará agilidade às análises de financiamento, uniformidade no processo de crédito e tornará mais transparente e eficiente a gestão do crédito (originação, análise, acompanhamento, contratação e recuperação). Será uma mudança cultural na forma de analisar o crédito, com modernidade e eficiência. Marivaldo afirma que, o estado do Amazonas permanecerá com a mesma autonomia de decisão sobre os financiamentos do estado e o mesmo nível de volume de aplicação de recursos e não  haverá qualquer subordinação ao estado de Rondônia, mas sim a Matriz da Instituição, como já ocorre atualmente.

 Crédito de fomento

No período de 2012 a 2017 o Banco da Amazônia contratou no estado do Amazonas mais de R$ 3,2 bilhões, contemplando mais 39 mil operações. Estima-se que os impactos sociais realizados com financiamentos do FNO, concedidos nos últimos cinco anos, já incrementaram em R$ 928 milhões o valor bruto da produção regional (VBP), aumentaram em cerca de R$ 509 milhões o PIB regional, criaram mais de 14 mil novos postos de trabalho no campo e na cidade, gerando um volume de salários de aproximadamente R$ 116 milhões e crescendo a arrecadação de tributos na ordem de R$ 142 milhões. Para o ano de 2018, o Banco pretende disponibilizar cerca de 1,3 bilhões para o desenvolvimento do estado.

Patrocínio e Pesquisa

Além de sua atuação creditícia, o Banco da Amazônia atua fortemente desenvolvendo as atividades culturais, sociais e ambientais. Nos últimos cinco anos foram investidos mais  de R$ 1 milhão, em apoio a diversos projetos de patrocínios.

Outra grande ação de desenvolvimento que busca a identificação de projetos inovadores nas áreas ambientais, econômica, tecnológica e social é o “Prêmio Samuel Benchimol e Banco da Amazônia de Empreendedorismo Consciente”. Trata-se de um dos maiores Prêmios da América Latina, sendo o único que tem como foco o desenvolvimento sustentável da Amazônia. Inicialmente, a premiação foi instituída em 2004, tendo o seu lançamento e primeira realização no estado do Amazonas, a qual retornou em 2010 e novamente em 2017, com 171 projetos inscritos em seis categorias distintas. O prêmio busca a identificação de projetos com a abordagem integrada, no reconhecimento de empresas e municípios na Amazônia, agindo como suporte ao desenvolvimento regional.

Com informações da assessoria

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.