VPNs Gratuitas vs Pagas: Qual escolher?

Com o ápice dos ataques de hackers, malwares e as famosas técnicas de publicidade invasiva online, os usuários buscam cada vez mais formas de se proteger enquanto navegam pela internet. E nessa busca pela proteção, um dos métodos mais utilizados e mais procurados são as VPNs que oferecem esse serviço tanto gratuitamente como também pago, em alguns casos. Temos a ExpressVPN, por exemplo, que mostra a necessidade de um serviço desses no mercado visto o sucesso que a marca faz junto aos navegadores e a grande reputação da empresa junto aos seus usuários.

Uma das grandes dúvidas de algumas pessoas é vpn, o que é? Se esse é o seu caso, saiba que a sigla VPN, em português, significa Rede Privada Virtual e consiste basicamente em uma rede que faz a criptografia da sua conexão com a internet, para que ninguém tenha acesso ao seu endereço de IP, bem como aos dados sigilosos e informações privadas que você partilha na rede.

Ou seja, você pode navegar em modo anônimo, evitando o rastreamento do seu IP e o acesso ao seu histórico de navegação, por exemplo.

Ninguém conseguirá ter acesso aos seus dados bancários partilhados na internet, às suas redes sociais e nem sequer aos sites que você visitou. Resumindo, privacidade total das suas horas de navegação pela internet e nenhum risco de ter os seus dados vazados para fontes não confiáveis.

Assim como acontece em outras áreas, há, como já mencionamos, VPNs pagas e também gratuitas, e antes de escolher você precisa ler alguns riscos e vantagens sobre as duas opções, para que possa então tomar a melhor decisão.

VPNs Gratuitas

Um dos maiores problemas já relatados em VPNs gratuitas é que elas fazem exatamente o contrário do que você espera. Ao invés de proteger os seus dados contra os ataques de hackers e manter os mesmos em privacidade algumas VPNs grátis guardam as suas informações e podem vender esses dados para empresas de marketing e publicidade, para que enviem propagandas específicas para você.

Além disso, há casos de venda de dados inclusive para o mercado negro, como endereços de e-mail, nomes, números de telefone, cartões de crédito, etc. Então é preciso ter bastante cuidado com as VPNs grátis, justamente porque elas vazam informações dos seus usuários com bastante frequência. Como já é de se esperar, nada na vida é de graça e as VPNs que dizem não cobrar nada acabam saindo bem caras para os usuários que têm os seus dados partilhados com grandes empresas.

VPNs Pagas

Ao escolher uma VPN paga você terá acesso a todas as vantagens que esse serviço oferece. Ou seja, ao contrário da versão gratuita que vende os seus dados, as opções pagas garantem a proteção das suas informações pessoais, a sua navegação anônima sem fazer registros do seu histórico e uma conexão mais rápida do servidor, visto que as conexões grátis são instáveis e, normalmente, lotadas.

Outro fator bastante relevante que você deve sempre considerar na hora de escolher o tipo da sua VPN é a largura de banda. Enquanto a versão gratuita estabelece limites de largura, não deixando você assistir, por exemplo, a séries ou baixar arquivos enormes, as versões pagas garantem a todos os usuários uma largura de banda ilimitada, o que é essencial no mundo dos filmes e séries em 4k.

Então a nossa dica é que você pondere todos os pontos apresentados e, sempre que possível, opte pela versão paga afinal, o custo compensa pelo serviço oferecido. E, como já mencionamos, o barato pode acabar saindo caro; afinal a VPN grátis traz vários riscos para você e todos os seus dados compartilhados na internet. Já pensou uma compra desconhecida no seu cartão de crédito? Ou aquelas ligações chatas te oferecendo produtos que você não tem interesse? Pois é, esse é apenas alguns dos riscos que você corre ao usar as VPNs gratuitas. Então preze pela sua segurança, de fato, e faça a melhor escolha para proteger os seus dados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.